Your browser does not support JavaScript!

Blog

Fasceiite Plantar

Estima-se que hoje 1 entre 4 pessoas que procuram um ortopedista com dores nos pés sejam por conta da facite. Esta lesão tem incidência similar entre atletas e sedentários, homens e mulheres, porém os fatores que predispõem estes indivíduos são diferentes, mas vale a pena ficar atento para não cair nessa roubada.

Corrida praia

Foto> Raquel Baranow – Licença CC-BY

A facite é a inflamação da fáscia plantar, um tecido conjuntivo que tem origem na parte inferior do calcanhar e se estende até a base dos dedos, tem como principal função a absorção das cargas corporais e a manutenção dos arcos plantares (formato do pé).

A fáscia diferente do músculo é um tecido pouco vascularizado com baixa capacidade de se deformar a tensão entretanto possui muitas terminações nervosas capazes de gerar dor.

O mecanismo de lesão acontece por excesso de tensão sobre a fáscia, ou seja, uma sobrecarga ao tecido. Os fatores que causam esta sobrecarga são os mais variados e necessita de uma análise clínica bem detalhada e individualizada.

Dentre alguns fatores que predispõem a lesão vale salientar:

• Biomecânica equivocada de corrida

• Pé cavo

• Pé plano

• Calçado

• Terreno

• Idade

Uma das complicações mais comuns de quem tem facite plantar é o esporão de calcâneo, há quem diga que o esporão seja o causador da faceiite, porém o esporão é apenas uma remodelação óssea em resposta a uma tensão aumentada e continua que a fáscia fez sobre o calcâneo durante um longo período, e que pode ser solucionado.

Os sintomas mais comumente relatados são de pessoas que apresentam histórias de dor na “sola” do pé ao caminharem ou correrem grandes distâncias, com aumento da dor durante o percurso, esta dor tem uma característica de “queimação”, no dia seguinte é normal o pé ficar dolorido na região.

Também é comum pessoas que relatam que ao acordar de manhã e colocarem o pé no chão sentem uma “agulhada” na ‘sola” do pé. A sintomatologia desta lesão é variada e necessita de um profissional experiente para diferencia-la de outras lesões corriqueiras do pé.

Minha dica pra quem corre ou quer correr, para tratar ou prevenir a fasceiite é procurar um fisioterapeuta para confecção de uma palmilha biomecânica! Ela reduz a evolução da lesão e reduz os riscos de desenvolve-la.

Bibliografia:

Schwartz, E N; et al; Plantar : A Concise Review ; Perm J 18 (1), 2014.

Cutts, S.; et al; Plantar Fasciitis ; Ann R Coll Surg Engl; 94, 2012.

Foto: http://iceskatingresources.org/CoreBodyControl.html

 

Por: Matheus Mardenn, sócio-proprietário da clínica Fibra Treinamento e Performance.

https://www.facebook.com/fibrabh

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePin on PinterestShare on Reddit

Comente

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

Obrigatório

 
  • Publicidade